■■■■■■■■■■■■■■■■■■■■■■■■■■■■■■■■■■■■■■■■■■■■■■■■■■■■■

AVISO:

Este blog disponibilizará apenas downloads de bootlegs, demos, entre outras coisas que não afetem o consumo dos materiais originais do John Corabi. Este é um blog para homenageá-lo e ajudar a divulgar seus trabalhos, além de compartilhar informações gerais sobre sua carreira.

Obrigado pela atenção e seja bem-vindo(a)!


Wagão do Rock

■■■■■■■■■■■■■■■■■■■■■■■■■■■■■■■■■■■■■■■■■■■■■■■■■■■■■

Mötley Crüe


Banda de Hard Rock e Glam Metal de Los Angeles formada em 1981 por Nikki Sixx (baixo), Mick Mars (guitarra), Tommy Lee (bateria) e Vince Neil (vocal).

O Mötley Crüe sempre foi conhecido como uma banda de malucos que viviam a soma de "sexo, drogas e Rock'n'Roll". Não tão reconhecida por sua musicalidade, mas pelo seu jeito de insano levar a vida, que era um padrão admirado pelos rockeiros dos anos 80.

Desde de seu começo a banda vinha conquistando um público enorme, que a consagrou com uma das maiores bandas do cenário naquela época. Acumulando um sucesso após o outro, tanto em hits quanto em vendas de discos e tours de sucesso absoluto.

Mas com a alta do Grunge no início da década de 90, aquele glamour todo começou a ser deixado de lado. Bandas do gênero começaram a não ser mais tão populares tendo menos apoio da mídia, o que fazia com que conquistar um público novo fosse uma tarefa complicada.

Somado a isso, a banda ainda estava em crise entre seus integrantes. E as coisas não estavam bem entre Sixx e Neil, que mantinha uma postura irresponsável que de certa forma passou a atrapalhar qualquer possibilidade de evolução da banda. O Mötley decidiu dar mais importância para a música em sí, ter mais maturidade e focar na sonoridade. Mas com um vocalista como Neil isso era meio complicado.

Em 1992, Nikki Sixx revelou em uma entrevista que estava curtindo uma banda chamada The Scream, dias depois John Corabi (na época, vocalista da banda) e ele se comunicaram. E então rolaram especulações. E, de fato as coisas aconteceram. A banda estava atrás de um vocalista com um perfil diferente, tanto artístico quanto profissional. E assim o Mötley decidiu demitir Neil, que foi imediatamente substituído por Corabi.

Mas as negociações para a saída de Corabi de sua antiga banda foram demoradas. A Hollywood Records (gravadora do Scream) e o Mötley estavam negociando a rescisão de contrato de Corabi. E apesar de toda a novela, no mesmo ano Corabi finalmente conseguiu começar a botar a mão na massa com sua nova banda.

Em 1994, com muito trabalho, inspiração e a produção competente de Bob Rock, a banda lançou o álbum auto-intitulado "Mötley Crüe". É o álbum mais pesado da banda, e mais maturo também. Com letras diferentes daquela objetividade de rockstar dos anos 80, com críticas políticas, sociais e temáticas cotidianas.

Ao que parecia, tudo estava indo muito bem artisticamente. A banda alcansou boas posições nas paradas com o single "Hooligan's Holiday". Assim sendo bem recebido pela crítica. O talento dos músicos da banda estava mais evidente do que nunca. Diferente do que sempre foi, mas com uma total sintonia. Fora que Corabi adicionou guitarra base nas músicas, proporcionando mais peso e acústica nas músicas, automaticamente deixando o som da banda mais rico. Os outros destaques do álbum ficaram por conta dos singles e vídeos de "Misunderstood" e "Smoke The Sky".

Mas nem tudo eram rosas para a banda. A insatisfação do público fiel ao Mötley Crüe clássico estava encomodando os integrantes. A banda havia mudado demais e seus fãs torceram o nariz. E pra piorar a situação, os Sixx e Lee passaram a desmerecer o passado da banda, avacalhando Vince Neil. O que, definitivamente, não ajudou a conquistar a simpatia dos fãs por este "verdadeiro" Mötley Crüe.

Sendo assim, as vendas não iam bem, apesar do bom começo nas primeiras semanas. E os shows que costumavam lotar estádios, passaram a ser em teators para públicos menores. A harmonia entre os integrantes já não era suficiente para a satisfação da Elektra Records (selo da banda). Ainda assim, meses depois foi lançado o EP "Quaternary", com músicas inéditas e até demos em versões importadas.

Com o passar to tempo, percebeu-se que foi uma época conturbada para a banda em termos comerciais. A banda nunca havia passado por algo parecido, e isso gerou uma frustração. Ao mesmo tempo que tudo ia bem entre os integrantes, a falta de sucesso fez com que tudo desmoronasse.

Em 1997, no meio das gravações do que seria o segundo álbum da formação, Corabi foi embora da banda por exigências da gravadora. Vince Neil voltou durante a gravação do que seria "Personality 9", e que acabou sendo lançado como "Generation Swine". O resultado do álbum acabou sendo ainda mais frustrante, que o anterior. Até pelo modo em como ele foi produzido, numa situação forçada pela Elektra Records.

Mais tarde a banda decidiu lançar o próprio selo, Mötley Records. E foi por ele que a banda lançou seus álbuns restantes. O "New Tattoo" foi lançado em 2000 e contou com Randy Castillo na bateria, já que Lee havia se demitido por conta de tensões com Neil. Na tour do álbum, Castillo acabou descobrindo um câncer e, seu rosto e foi substituído pela baterista Samantha Maloney.

Em 2004, Lee retorna à banda. E a banda passa a fazer tours de sucesso e lançar coletâneas bem sucedidas. Durante isso, os integrantes também investem em projetos paralelos. Lee com sua carreira solo e no reality show Rock Star Supernova. Sixx com a banda Brides Of Destruction, na qual trabalha novamente com Corabi. e Sixx:A.M., na qual ele faz um álbum com a temática sobre seus livros auto-biográficos. Além de Vince que já havia tido uma carreira solo bem sucedida enquanto estava fora do Mötley Crüe.

Em 2008, a banda lança o "Saints Of Los Angeles", o seu último álbum de estúdio. O álbum foi bem recebido e conseguiu superar o prestígio que a banda havia perdido nos anteriores. E assim foram inúmeras tours de sucesso. Até que em 2011 a banda anuncia a sua última turnê mundial, que se chamou "The Final Tour". Apesar de ter se recuperado de seus fracassos comerciais anteriores, a banda já não tinha mais uma paixão. Até pelos problemas pessoas entre os integrantes. No dia 31 de Dezembro de 2015 a banda se despediu dos palcos no Staples Center, em Los Angeles.


Curiosidades
► A música "Uncle Jack" foi baseada num tio de Corabi, que abusava de seus irmãos mais novos e acabou sendo preso.

► Glenn Hughes fez uma participação da música "Misunderstood" como backing vocal.

► O último show de Corabi na banda foi em janeiro de 1995, em Pasadena na Califórnia. A banda queria arrecadar fundos para ajudar um roadie do grupo que havia atropelado o próprio filho. E como se tratava de um evento, outras bandas próximas ao Mötley também tocaram. Entre elas, Billy Idol. Neste período, Corabi estava passando por problemas, pois sua mãe sofria de câncer e ele teve que se desfazer de alguns bens para conseguir bancar o tratamento dela.

► Corabi processou a banda por não ter sido creditado nas composições do "Generation Swine", sendo que compôs a maior parte do material em conjunto com a banda.

► Em 2001 o Mötley Crüe lançou a autobiografia "The Dirt", em que Corabi participou de um capítulo inteiro falando sobre sua fase no banda.

► Em 2003, foi lançada a edição remasterizada do álbum "Mötley Crüe" com as faixas "Hypnotized", "Babykills" e "Livin' In The Know" (as duas últimas lançadas no "Quaternary").

► Praticamente todos os integrantes da banda já disseram que o álbum de 1994 foi o seu favorito em algum aspecto.

► Corabi voltou a trabalhar com Sixx na banda Brides Of Destruction em 2004. Desta vez como guitarra base. Ele até chegou a gravar o álbum inteiro com a banda, mas acabou saindo por diferenças criativas.

► Neil e Corabi fizeram parte do Mötley Cruise em 2008. E no evento aconteceu o segundo encontro entre os dois vocalistas do Mötley no mesmo palco. Mas, ao contrário do primeiro, desta vez tudo deu certo e ambos fizeram um dueto de "Highway To Hell" do AC/DC.

► Em 2012, Corabi regravou as canções "Hooligan's Holiday" e "Loveshine", lançando-as no seu álbum solo "Unplugged".

► Após o término do Mötley Crüe, Mick Mars passou a trabalhar no seu primeiro álbum solo. Ele contará com a participação especial de Corabi em duas faixas. Será lançado em breve.


Discografia
(1994) Mötley Crüe
01 - Power To The Music
02 - Uncle Jack
03 - Hooligan's Holiday
04 - Misunderstood
05 - Love Shine
06 - Poison Apples
07 - Hammered
08 - Til Death Do Us Part
09 - Welcome To The Numb
10 - Smoke The Sky
11 - Droppin' Like Flies
12 - Driftaway
BÔNUS
13 - Hypnotized
14 - Babykills
15 - Livin' In The Know

(1994) EP-Quaternary
01 - Planet Boom
02 - Bittersuite
03 - Father
04 - Friends
05 - Babykills
BÔNUS
06 - 10.000 Miles Away
07 - Hooligan's Holiday (Versão Extendida)
08 - Hammered (Demo)
09 - Livin' In The Know

(2003) The Best of Mötley Crüe - 20th Century Masters
10 - Hooligan's Holiday

(2004) Music To Crash Your Car To: Vol II
(CD3)
01 - Power To The Music
02 - Uncle Jack
03 - Hooligan's Holiday
04 - Misunderstood
05 - Love Shine
06 - Poison Apples
07 - Hammered
08 - Til Death Do Us Part
09 - Welcome To The Numb
10 - Smoke The Sky
11 - Droppin' Like Flies
12 - Driftaway
13 - Hypnotized

(CD4)
01 - Planet Boom
02 - Bittersuite
03 - Father
04 - Friends
05 - Babykills
06 - 10,000 Miles Away
07 - Hooligan's Holiday (Extended Holiday Version by Skinny Puppy)
08 - Hammered
09 - Livin' in the Know
10 - Misunderstood (Guitar Solo/Scream Version)
11 - Hooligan's Holiday (Derelict Version)
12 - Misunderstood (Successful Format Version)
13 - Hooligan's Holiday (Brown Nose Edit)

(2005) Red, White and Crüe 
(CD2)
04 - Hooligan's Holiday (Brown Nose Edit)
05 - Misunderstood (Successful Format Version)
06 - Planet Boom
07 - Bittersuite

Nenhum comentário:

Postar um comentário