■■■■■■■■■■■■■■■■■■■■■■■■■■■■■■■■■■■■■■■■■■■■■■■■■■■■■

AVISO:

Este blog disponibilizará apenas downloads de bootlegs, demos, entre outras coisas que não afetem o consumo dos materiais originais do John Corabi. Este é um blog para homenageá-lo e ajudar a divulgar seus trabalhos, além de compartilhar informações gerais sobre sua carreira.

Obrigado pela atenção e seja bem-vindo(a)!


Wagão do Rock

■■■■■■■■■■■■■■■■■■■■■■■■■■■■■■■■■■■■■■■■■■■■■■■■■■■■■

Ratt / Twenty 4 Seven


Ratt é uma banda de Hard Rock e Glam Metal que teve seu início no ano de 1973 em Hollywood, criada por Stephen Piercy. Houveram diversas mudanças na banda, desde nome até integrantes. Isso até o Ratt finalmente ser formado pela formação consagrada, que foi com Piercy (vocal), Robbin Crosby (guitarra), Warren DeMartini (guitarra), Juan Croucier (baixo) e Bobby Blotzer (bateria).

A banda se consagrou nos anos 80, com álbuns de muito sucesso. Até o início dos anos 90, em que, assim como boa parte das bandas do gênero, começou a ter crises. Foi quando ocorreu um hiato pela sepração de alguns integrantes da banda, que decidiram investir em outros projetos. Isso devido a muitos problemas pessoais dos integrantes.

Em 1996, a banda se reuniu novamente, mas já não era mais a formação "clássica". Croucier decidiu não participar da reunião e foi substituído por Rudy Sarzo, primeira reposição da banda. Crosby também já não fazia parte, pois estava com a saúde comprometida pela AIDS, que havia sido descoberta no mesmo ano.

Em 1999 foi lançado o álbum auto-intitulado "Ratt", que contou com Pearcy, DeMartini, Blotzer e Robbie Crane, que assumiu o baixo da banda de forma permanente. O álbum não fez o sucesso esperado, além dos integrantes já não estarem se entendendo. O que culminou em mais uma partida de Piercy.

Tempos depois, com algumas tentativas de formar um "novo" Ratt, só no ano 2000 a banda consegue se estabilizar novamente. Junto de Blozter, DeMartini e Crane, o grupo recrutou o vocalista Jizzy Pearl (ex-Love/Hate) e John Corabi, que saiu da Union e desta vez assumiu o posto de guitarrista na banda. Com a nova formação finalmente estabelecida, o Ratt saiu para inúmeras tours. Porém, não investiam tempo compondo para lançar novos álbuns. E com isso foram surgindo projetos paralelos dos integrantes.

Entre esses projetos, estava o Twenty 4 Seven. Se trata de um álbum produzido por Michael Vescera, tecladista, vocal e produtor que trabalhou anteriormente em bandas como Loudness, Yngwie Malmsteen e Dr.Sin. Como companheiro de Ratt, Corabi e Blotzer (que gravou a bateria e baixo) se uniram ao guitarrista sueco Robert Marcello.

Em 2002, lançaram o álbum "Destination Everywhere". Se trata de um Hard Rock moderno. O álbum contém oito faixas inéditas, além dos covers de "Something" (The Beatles) e "No Matter What" (Badfinger). Mas, apesar da qualidade das canções, não era um projeto promissor, pois não teve o foco necessário para ser levado adiante como banda.

No mesmo ano, Robbin Crosby veio a falecer por uma overdose de heroína, ao contrário do que chegou a ser dito pela mídia, que reportou como causa da morte as complicações de sua doença. Já o Ratt continuou com suas tours, e anunciou a "Rock Never Stops Tour", na qual se uniu com outras bandas que se consagraram nos anos 80.

E assim foi até o final de 2006, quando começaram rumores de uma possível reunião da banda com Piercy e Croucier. Nisso Pearl anunciou sua saída do Ratt, o que aumentou mais ainda as expectativas. Até que no ano seguinte o website da banda foi atualizado, e tempos depois foi anunciada o retorno de Piercy à banda. Já Croucier, novamente, decidiu não retornar, e com isso Crane continuou no posto de baixista. Corabi também permaneceu na banda.

Essa formação se manteve até 2008, quando Corabi decide sair da banda para investir em sua carreira solo. Com isso, Carlos Cavazo passou a ser o guitarrista do Ratt. E assim a banda mais uma vez estava na ativa tocando em tours e festivais diversos. Até que em 2010, mais de dez anos depois do último lançamento, foi lançado o álbum "Infestation". O álbum foi bem aceito pelo público, o que garantiu um relativo sucesso.

Depois de muitos acontecimentos, saídas e retornos, hoje em dia o Ratt se encontra numa situação complicada. Uma situação semelhante a da banda L.A. Guns, em que os caras vivem brigando por direitos sobre a banda, ao ponto de formar duas bandas em cima disso tudo. Temos a formação "Back For More Tour", que conta com Piercy, DeMartini, Croucier e Cavazo. E temos a formação "American made Tour", que conte com Bobby Blotzer, Mitch Perry (guitarra), Brad Lang (baixo), Stacey Blades (guitarra) e Seann Nicols (vocal).


Curiosidades
► Em 2006, o Ratt fez abertura para a banda solo de Vince Neil. Mas Neil acabou bebendo demais e comprometendo sua apresentação. Então chamam John Corabi para dar aquela força, já que ele sabia parte do repertório. Foi então que ambos fizeram um dueto bizarro, ainda que histórico, de "Live Wire". Sendo que Neil estava totalmente bêbado e desafinado.

► A faixa "Don't Let Go" do álbum "Infestation" na verdade é uma versão da canção "Due Time", que foi lançada em 2002 pelo projeto Twenty 4 Seven.


Discografia
(2002) Destination Everywhere
01 - Due Time
02 - Fall Into Yourself
03 - Dead Man's Shoes
04 - Limelight
05 - Something (cover The Beatles)
06 - Someone I Don't Wanna Be
07 - Good Times
08 - Take Me To The Limit
09 - It's All About You
10 - No Matter What (cover Badfinger)

Nenhum comentário:

Postar um comentário